Artesanato gera renda e autoestima

Domingo, 26 Agosto 2012 18:35 Escrito por 

Publicação no jornal Vale do Paraíba no dia 16 de outubro de 2011.

Com núcleos de produção em Belmiro Braga - MG, Rio das Flores - RJ e Valença - RJ, a Associação de Artesãos de Manuel Duarte e Porto das Flores, Florart, também encontra suas raízes no ciclo do café. Mas, no lugar dos grãos que sustentaram a economia brasileira por quase um século, peças que resgatam técnicas e modas da época para mais de 70 associados.

 

O ponto de venda da Florart está localizado em Manuel Duarte, distrito de Rio das Flores.

— Trabalhamos, por exemplo, com a aplicação, que é uma técnica de bordado desenvolvida pelos escravos nos cafezais. Temos ainda produtos feitos de fibras nativas taboa, que seguem o mesmo principio. Além disso, vendemos bonecas de pano no estilo das que eram feitas naqueles tempos e uma linha de produtos desenvolvidos à base de café — conta Lineia de Paiva, secretaria da associação e vendedora da loja, reconhecida hoje pelo governo do estado como um ponto de cultura.

Para Lineia, o que mais chama a atenção na Florart, desde sua abertura, em 2004, é a mudança de comportamento dos integrantes.

— Hoje, eles estão muito mais seguros, felizes. Teve gente que passou por problemas financeiros graves e hoje consegue sobreviver graças o artesanato — diz.

Qualquer pessoa que pertença a região e produza artesanato pode se filiar a Florart, mediante uma avaliação de qualidade de associação.

Ler 3864 vezes Última modificação em Terça, 18 Dezembro 2012 16:18
Mais nesta categoria: Arte que vem do brejo »

                                  

Florart - Associação dos Artesãos de Manuel Duarte e Porto das Flores

Antiga Estação de Manoel Duarte - Rio das Flores - RJ

Desenvolvido por GeDê Agência Digital